O ponto de apoio para os desafios pedagógicos e burocráticos, da Secretaria à sala de aula

O que buscamos

Incluir todas as partes

Damos suporte aos processos educativos para que professores e gestores escolares possam fazer o seu melhor, envolvendo responsáveis e alunos com impacto positivo.

Voar mais longe

Queremos impactar positivamente a proficiência em matemática e na língua materna dos alunos, de forma escalável, confiável, com baixo custo e alto engajamento.

Fazer a coisa certa

Focamos nos usuários para pensar em soluções criativas para seus problemas. Experimentamos nossas ideias e buscamos melhorar a cada passo.

Parceiros

Equipe

Carol Tavares

Sou uma goiana com super poderes: ser invisível para garçons e roer caroço de pequi sem espetar a língua. Como todo super-herói, tenho mania de grandeza e acho que posso salvar o mundo. Nessa missão, fui estudar Letras pra dar aula e depois, fiz um mestrado na área. Percebi que estava me desviando do meu propósito, então fui trabalhar na Secretaria de Educação de Goiás. Lá, desenvolvi o Pacto pela Educação, o plano de reforma educacional goiano, e coordenei programas de tutoria pra escolas vulneráveis, contribuindo melhorar os resultados de aprendizagem da rede pública de Goiás. Com vontade de aprender mais, fui pra Nova Iorque fazer mestrado em Columbia. Desde então, trabalho na Mira ajudando o pessoal na parte pedagógica.

caroline.tavares@mira.vc

Cassiano Amarinho

Sou formado em Ciência da Computação e já trabalhei desenvolvendo sistemas voltados para gestão, administração e também na área de publicidade. Sou viciado em leitura e apaixonado por tecnologia. Gosto de sempre aprender coisas novas e desenvolver soluções para ajudar outras pessoas. Hoje faço parte da equipe Mira e acredito que o projeto vai causar uma grande mudança na educação.

cassiano.lima@mira.vc

Flávio Nakasato

Sou o cara das 63 abas no navegador. Interesso-me por tudo, de matemática e computação a sociologia e economia, e adquiri uma admirável capacidade de passar horas conversando com uma xícara de café em mãos e uma boa companhia. Essa curiosidade me levou a sair de Campo Grande (MS) para vir estudar Física (USP) em Sampa, onde estou desde então. Antes de enfiar a cara de vez na área de inteligência de negócios e dados, passei alguns meses trabalhando numa fábrica no Japão, para ver se ganhava os calos que anos de papel-caneta-teclado não me deram. Não aceito que as mazelas que enfrentamos na educação sejam irrevogáveis e tenho fé na tecnologia como vetor de mudanças. Isto me dá razões necessárias e suficientes para estar na Mira.

flavio.nakasato@mira.vc

Guilherme Fiuza

Sou escritor. Mas não aquele. Escrevo em línguas alienígenas para criar submundos computacionais. É como brincar de Deus, almejando dar vida ao inanimado. Quem sabe um dia. Alguns me chamam de alienígena, outros de ET. Já fui forasteiro também. Teimosia é meu codinome. Vivi no interior e na “capitar”. Fiz parto de porca. Mudei mais de casa que de tênis. Tenho muitos hobbies: autossuficiência, florestas, agricultura, montanhismo, kung fu, violão, bicicleta, cerveja, cachaça, esportes em geral; mas minha paixão é a tecnologia S2. Hoje só quero deixar o mundo um pouco melhor que ontem.